Already a member? Log in

Sign up with your...

or

Sign Up with your email address

Add Tags

Duplicate Tags

Rename Tags

Share It With Others!

Save Link

Sign in

Sign Up with your email address

Sign up

By clicking the button, you agree to the Terms & Conditions.

Forgot Password?

Please enter your username below and press the send button.
A password reset link will be sent to you.

If you are unable to access the email address originally associated with your Delicious account, we recommend creating a new account.

ADVERTISEMENT
ADVERTISEMENT

Links 1 through 10 of 336 Carlos Roberto Rocha's Bookmarks

Share It With Others!

Share It With Others!

Share It With Others!

Share It With Others!

Vladimir Kush é um artista russo que trabalha com o Surrealismo, arte que surgiu no século XX em Paris, e que ficou muito conhecida pelas mãos de Salvador Dalí. A ideia é mostrar a realidade dos sonhos, ir além da lógica e da razão. Para entender, o melhor é ver as imagens abaixo, que trazem os livros em situações estranhas porém possíveis em nossa imaginação (adoro a sensação de belo e estranho ao mesmo tempo).

Share It With Others!

Uma coisa é certa: Mino não é definitivamente o admirador número 1 do jornalismo nacional Fuçando em velhos arquivos do computador, eis que me deparo com uma entrevista que fiz, dois anos atrás, com o jornalista ítalo-brasileiro Mino Carta, diretor de redação da Carta Capital e fundador da Veja. Escrevi a matéria em parceria com minha amiga Cátia Cananea para o jornal Diretriz, da faculdade em que eu estudava na época, o Mackenzie. Ao relê-la, percebi que suas ideias continuam bastante atuais e decidi publica-la aqui no Diário. Segue abaixo.

Share It With Others!

partitura para guitarra ou violão da composição de Luis Bonfá Manhã de Carnaval com arranjo de Nelson Faria.

Share It With Others!

A estreia do Mega, no último final de semana, marca uma vitória pessoal de Kim Dotcom. O extravagante milionário por trás do Megaupload e responsável pela nova versão do serviço, conseguiu superar as acusações do governo dos Estados Unidos e de representantes dos estúdios de Hollywood, que tanto lutaram para vê-lo atrás das grades.......continue lendo

Share It With Others!

Carlinhos Cachoeira e seu ubíquo braço-direito, o araponga Dadá, não estão mais à solta para emprestar artes e ofício às reportagens’ e ‘denúncias’ programadas por ‘Veja’. Quase não se nota. Se o plantel perdeu talento específico, o engajamento na meliância política ganhou em arrojo e sofreguidão. A constelação de colunistas que orbita em torno daquilo que ‘Veja’ excreta arregaçou mangas e redobra esforços.

A afinação do jogral não deixa dúvida sobre o alvo mais cobiçado, como mostra a meticulosa análise de Marco Aurélio Weissheimer, nesta pág.
O troféu da vez é Lula, não a pessoa, mas o símbolo de uma barragem que reordenou a política brasileira abrindo espaço às águas do campo popular.

Buliçosos escribas do jornalismo isento sugerem nesta 2ª feira que podem superar as mais dilatadas expectativas nessa caça ao tesouro. As postagens do colunismo amigo de Demóstenes Torres –outro centurião da linha de frente abatido sem deixar vácuo– sugerem a travessia de um Rubicão.

O conservadoris

Share It With Others!

Às vésperas do início de mais um capítulo no julgamento do caso conhecido como “mensalão”, duas denúncias vêm à tona e comprometem tanto a credibilidade da Ação Penal (AP) 470 quanto da revista semanal de ultradireita Veja, uma das principais expressões da mídia conservadora no País. Na principal delas, veiculada na página Megacidadania na internet, editada por Alexandre César Costa Teixeira, que integra os quadros do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, os pilares da acusação de que teria havido a compra de votos de parlamentares com dinheiro público são abalados com a divulgação de “uma carta mentirosa”.

Costa Teixeira alinhava documentos que envolvem o ex-vice-presidente de Varejo do Banco do Brasil, durante o governo de Fernando Henrique Cardoso, titular da diretoria que controla os cartões de crédito Ourocard, a BB Cartões. Antônio Luiz Rios da Silva, “antes de sua saída do BB”, nomeou como diretor de Varejo Fernando Barbosa de Oliveira, que foi um dos três funcionário

Share It With Others!

ADVERTISEMENT
ADVERTISEMENT
ADVERTISEMENT